O Google Ads é uma excelente ferramenta de marketing digital, inclusive, é uma das maiores e mais completas no cenário atual.

Apesar disso, pouca gente sabe como utilizá-la de maneira adequada, ou simplesmente, não conhece todas as possibilidades que ela pode oferecer.

Venda mais com anúncios online.

Inscreva-se abaixo para receber conteúdos do campo de batalha sobre como vender mais através de anúncios no Google, YouTube, Facebook e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Google Ads" />
Google Ads" />

Com essa limitação de conhecimento, obviamente, os retornos também são menores.

É importante que você, que deseja anunciar, ou já está anunciando há algum tempo, saiba que o grande poder de uma campanha de marketing, independente, de qual seja o canal de veiculação, é o direcionamento.

Isso quer dizer, a capacidade de fazer com que as suas campanhas cheguem e sejam exibidas ao público alvo certo, aquele que tem real interesse em consumir de você.

O Ads é excelente nisso, na verdade, esse é um dos grandes destaques da plataforma de links patrocinados do Google, pois ela oferece diversos tipos de segmentação para que você possa direcionar ao máximo às suas campanhas e anúncios.

Certamente, você deve conhecer os tipos de segmentação da Rede de Pesquisa, afinal, ela é uma das mais utilizadas pelos anunciantes.

Por outro lado, como falamos acima, só isso não basta, é preciso ter um conhecimento maior sobre as possibilidades ofertadas.

É por isso que hoje, nós, do Mestre do Ads, criamos esse conteúdo. Nós queremos que você conheça de maneira bem simples e facilitada os tipos de segmentação na Rede de Display.

Afinal, trabalhar com as segmentações na Rede de Display no Google Ads é imprescindível, se você quer atingir bons resultados com essa ferramenta do marketing, seja dos seus produtos ou serviços.

Vem com a gente nessa?

 

 

#Segmentação Contextual

Esse é um tipo de segmentação poderoso, isso porque quando aplicado na rede de display do Google, você poderá segmentar não só por palavra-chave, mas também por tópicos.

O funcionamento dessa segmentação é bem simples, apesar de muito interessante.

O que acontece é que quando você escolhe a segmentação contextual por palavra-chave na rede de display, o Google passa a buscar conteúdos que contenham a sua palavra-chave entre os milhares de sites e blogs parceiros, uma vez encontrado em nível de boa relevância, seu anúncio poderá aparecer para os usuários daquele site ou blog, na página em específico.

Por exemplo:

  • Vamos imaginar que você tenha uma agência de viagens e queira anunciar pacotes da Disney. Então você escolhe a palavra-chave “Pacotes da Disney”.
  • Ao escolher esse tipo de segmentação, o Google fará uma varredura entre os sites e blogs parceiros, até encontrar um conteúdo que possa se encaixar com o seu tipo de anúncio, por exemplo, um texto que fale sobre as principais atrações da Disney.

O interessante é que o público alvo da sua campanha será, geralmente, bem quente, afinal, eles estarão consumindo conteúdo bastante próximo da sua oferta.

No caso da segmentação contextual por tópicos, o direcionamento será a partir do site, da temática do site, do conteúdo em geral tratado naquele canal.

Por exemplo:

  • Imagina que você tenha um curso de música e quer anunciar para vender mais ou captar leads.
  • Então, quando você escolher pela segmentação contextual por tópico na Rede de Display, seus anúncios serão exibidos em sites e blogs que tratem sobre música.

 

Tipos de Segmentações na Rede de Display no Google Ads

 

#Segmentação por Público Alvo

Nesse tipo de segmentação, você terá a oportunidade de restringir a exibição da sua campanha a um grupo específico de usuários.

Dentro dessa segmentação, você pode escolher trabalhar com algumas diretrizes, uma delas é o público alvo por afinidade.

Ela funciona com base no comportamento do usuário, ou seja, o Google analisará quais tipos de conteúdos que o usuário está consumindo e a partir disso exibirá anúncios com base na afinidade por eles.

Por exemplo:

  • Vamos imaginar que você tem um negócio que comercializa games.
  • Então, na hora de segmentar por afinidade do público alvo, você apontará esse nicho, o de Games.
  • Assim, o Google entenderá que qualquer usuário que faça muitas pesquisas sobre o assunto, poderá se interessar pelo seu anúncio e, então, passará a exibi-lo.

Ainda dentro da segmentação por Público Alvo, você terá a opção de restringir por mercado e por personalizado.

Na opção Mercado, você passará a exibir anúncios para usuários que estejam muito mais próximos do consumo do seu produto.

Por exemplo:

  • Pessoas que já pesquisaram onde comprar o produto X.
  • Qual o preço do produto Y.

Ou seja, qualquer ação que o usuário demonstre ao Google que está decidido ou muito próximo de converter, será alvo dos anúncios com segmentações por público alvo, dentro da categoria Mercado.

Já a opção Personalizado, você é quem vai construir esse público alvo ao qual seus anúncios serão direcionados.

Você pode pegar uma Url específica e apontar seus anúncios para o perfil de público que está presente nela, que consome ou visita aquela página.

Por exemplo:

  • Imaginemos que o seu negócio comercializa viagens para Cancun.
  • Então você vai em um site e pega a URL de um conteúdo que fale sobre os pontos turísticos de Cancun e coloca na sua conta de Ads.
  • O Google analisará e começará a exibir seus anúncios para pessoas que tenham a mesma característica daquele público em especial da página, que consome conteúdos sobre Cancun.

A segmentação por público personalizado é algo mais avançado e, por isso, se você quiser saber mais sobre assunto, se aprofundar para aplicar nas suas campanhas, confira esse conteúdo especial.

#Segmentação por Categorias de Interesse

Na segmentação por Categorias de Interesse, o alvo dos seus anúncios serão os usuários que já demonstraram algum interesse específico por aquele assunto.

Você terá uma campanha mais direcionada, pois sabe que o alvo já demonstrou uma certa iniciativa de consumo em relação ao que você está ofertando, oferecendo.

#Segmentação por Remarketing

Essa é uma das segmentações que nós gostamos muito de utilizar, pois sabemos que oferece um retorno excelente.

Ela funciona com base na interação dos usuários com o seu anúncio, negócio, site, uma inscrição que ela fez no seu canal…

Ou seja, os anúncios que estão programados com o remarketing, serão exibidos para pessoas que já tenham tido algum tipo de contato, interação, com o seu negócio.

Seja através da página do site, de um anúncio no Facebook ou, simplesmente, por ter clicado em uma campanha que você fez, mas ela acabou não convertendo naquele momento.

 

Tipos de Segmentações na Rede de Display no Google Ads,

 

#Segmentação Demográfica

Esse é um dos tipos de segmentação mais utilizadas pelos anunciantes. Nela, você pode definir características específicas do alvo ao qual você deseja direcionar suas campanhas.

Então você pode escolher por sexo e faixa etária, o que pode lhe trazer resultados muito mais interessantes.

Por exemplo:

  • Vamos imaginar que você tenha um negócio de moda para mulheres de meia idade.
  • Nesse caso, você não precisa usar seu orçamento para anunciar para todo mundo, afinal, seu público é específico.
  • Então, com a segmentação demográfica, você pode escolher pelo público feminino de 40 à 65 anos.

Certo?

#Segmentação por Dispositivos

Como o próprio nome já sugere, quando você opta por segmentar por dispositivos, você poderá apontar ao Google em qual canal o seu anúncio deve aparecer, independente, de público.

Então, você pode escolher aparecer em um canal do Youtube, um vídeo específico, uma página, um site, blog, ou até mesmo em uma url de um artigo específico dentro de um site…

É um tipo de segmentação que pode ser bastante restritivo, mas que também se bem aplicado consegue trazer resultados muito interessantes!

 

É isso! Esses são os tipos de segmentações na rede de display no Google Ads. Existem várias outras dentro da plataforma e o importante é que você os conheça e entenda como funciona, para que cada vez mais seja possível elevar os seus resultados e consequentemente os seus negócios.

É importante que você saiba que para obter bons frutos de suas campanhas de links patrocinados, não basta sair usando tudo, é necessário verificar quais estratégias se encaixam melhor com o seu negócio, com seus objetivos e metas.

Por isso ter o conhecimento de tudo que está disponível na plataforma é imprescindível. A grande sacada é que você pode unir tipos de segmentações diferentes, para obter ainda melhores resultados.

Esperamos que você tenha curtido esse conteúdo e que ele tenha sido relevante.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se fala!

Forte Abraço.

 

 

 

 

 

 

Compartilhar.

Uma semana de aulas ao vivo para você aprender a vender mais com anúncios no Google, Facebook, YouTube e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Cadastre-se abaixo para participar: