Uma das características mais fortes da plataforma de links patrocinados do Google é a grande variedade de configurações dentro da segmentação.

A segmentação do Google Ads é, realmente, fantástica. Trazendo milhares de possibilidades, entrega aos seus anunciantes um poder imensurável quando o assunto é direcionamento e enfoque de anúncios.

Esse, sem dúvidas, é um diferencial do Ads, uma vez que, dificilmente você irá encontrar outra plataforma que ofereça essas mesmas opções de segmentação.

 

Tipos de Segmentação do Google Ads,

 

Recentemente, em um conteúdo sobre campanhas Ads, falei sobre os tipos de segmentação, de forma resumida, é claro, e percebi que muita gente se interessou pelo assunto em especial.

Ciente disso, pude ter uma visão um tanto quanto mais expandida do assunto e, então consegui visualizar uma certa deficiência nesse ponto.

Um grande número de anunciantes frequentes, ainda, não sabe quais são os tipos de segmentação do Google Ads, além disso, muitos iniciantes e pessoas que pensam em anunciar, não conhecem esse recurso tão bem, como deveriam.

Bom, a primeira luz de alerta que me surgiu foi a seguinte:

  • Se os anunciantes não conhecerem os tipos de segmentação do Google Ads, automaticamente, eles vão perder uma infinidade de oportunidades e clientes.

Concorda? Isso ocorrerá porque uma parte importante da formulação da campanha estará com problemas, ou seja, quem não conhece os tipos de segmentação do Google Ads, não consegue segmentar as suas campanhas como deveriam.

Enfim! Sabendo disso, não pude ficar parado, então elaborei um conteúdo recheado de informações relevantes para te contar quais são os tipos de segmentação do Google Ads.

O resultado? Você confere a seguir.

 

Segmentação do Google Ads #1 – Geográfica

Como eu te disse, a segmentação do Google Ads é realmente grandiosa. As possibilidades são incontáveis, basta que você saiba utilizá-las para tornar a sua campanha ainda mais forte.

Para começar, vamos falar sobre segmentação geográfica. Como o próprio nome já diz, esse tipo de segmentação vai possibilitar que você restrinja a exibição das suas campanhas para um público de determinada região.

Por exemplo:

  • Vamos supor que o seu negócio é local, portanto só realiza entregas para a região de SP – Capital.
  • Se você criar campanhas sem segmentação geográfica, ao menos, todo o Brasil verá os seus anúncios, o que não será vantajoso, uma vez que você não poderá realizar entregas para pedidos de outros estados.
  • Já se você configurar a limitação geográfica dentro da segmentação do Google Ads, seus anúncios só serão exibidos para potenciais clientes de SP – Capital.

Portanto, todos os clientes que chegarem ao seu negócio por meio dos anúncios, você terá condições de atender.

Esse tipo de segmentação serve também para negócios específicos, onde os produtos atendem necessidades de determinadas regiões e excluem outras.

 

Tipos de Segmentação do Google Ads

 

Segmentação do Google Ads #2 – Demográfica

A segmentação demográfica é muito utilizada no Google Ads, isso porque ela tem o poder de direcionar as campanhas para um perfil de público muito específico, qualificando ainda mais o tráfego.

Esse tipo de segmentação trata-se de uma restrição por faixa etária e gênero.

Exemplo:

  • Vamos imaginar que você anuncia roupas para mulheres grávidas.
  • Logo, você sabe que o seu público alvo, em grande maioria, são mulheres por volta dos 25 aos 35 anos.
  • Se você tem esse público específico, porque você iria anunciar para homens e crianças?
  • O mais indicado é que você configure a segmentação demográfica, restringindo a sua campanha, apenas, para o público que tem interesse em suas ofertas.

Quando você não faz a segmentação corretamente, há grandes chances de seu orçamento ser esgotado e nenhuma venda ou captação de qualidade ter sido feita.

Pronto para conhecer o próximo tipo de segmentação do Google Ads? Então vamos juntos.

 

Segmentação do Google Ads #3 – Público/Interesse

Muito provavelmente, você já conhece esse tipo de segmentação, mas vale à pena relembrar. Não é verdade?

A segmentação por público ou interesse, baseia-se em um direcionamento maior, dentro das categorias de interesse que o seu público alvo demonstra ao visitar os seus anúncios ou páginas.

Por exemplo:

  • Imagine que você tem uma loja de suplementos.
  • Ao criar campanhas, você anuncia suplementos para emagrecer, suplementos para ganhar massa muscular, suplementos para dar energia e suplementos para repor vitaminas, ou seja, 4 grupos de interesse.
  • Quando você vai visualizar as métricas dos anúncios, percebe que existe um público específico para cada um dos quatro grupos de interesse. Eles fazem parte do mesmo público alvo, o de suplementação, mas nem todos se interessam pelos mesmos produtos.
  • Nesse momento, você deve criar uma subdivisão de direcionamento, ou seja, você vai segmentar os seus produtos ainda mais de acordo com o interesse demonstrado por cada um dos grupos.

Seus anúncios serão direcionados, mais ou menos, da seguinte forma.

  • Grupo 1 – (Anúncios de produtos de emagrecimento e relacionados).
  • Grupo 2 – (Anúncios de produtos para ganho de massa e relacionados).
  • Grupo 3 – (Anúncios de produtos para dar energia e relacionados).
  • Grupo 4 – (Anúncios de produtos para repor nutrientes e relacionados).

Isso vai fazer com que você tenha mais chances de converter, além de não tornar a abordagem do seu negócio cansativa para os usuários, pois eles só verão anúncios de produtos que eles, realmente, têm interesse.

 

Segmentação do Google Ads #4 – Dispositivo

A segmentação por dispositivo é algo muito útil, especialmente, hoje. Onde nos encontramos na era dos dispositivos móveis, o conhecido Mobile.

A segmentação do Google Ads que possibilita você restringir a exibição dos seus anúncios a partir de dispositivos funciona como o próprio nome já sugere. Você só exibirá anúncios para determinado tipo de dispositivo utilizado para o acesso.

Exemplo:

  • Ao anunciar, você percebe que o seu público alvo acessa seus conteúdos por meio de dispositivos móveis.
  • Como você sabe, as telas desses dispositivos são menores e demandam um design e organização de anúncios e páginas diferenciadas. Não é verdade?
  • É nesse momento que entra a segmentação por dispositivo. Você cria campanhas diferenciadas para os tipos de dispositivos usados por seus usuários.

Funciona mais ou menos assim:

  • Se o usuário te acessar por meio de um smartphone, a campanha para esse dispositivo será exibida para ele.
  • Se o usuário te acessar por meio de um Desktop, automaticamente, a mesma campanha aparecerá para ele, porém com configurações visuais diferenciadas.

Captou a ideia? As pequenas telas estão muito presentes, portanto esse tipo de segmentação é mais do que necessária, principalmente, para manter a qualidade das informações entregues por meio do anúncio.

Vamos avançar um pouco mais? Venha comigo!

 

Tipos de Segmentação do Google Ads.

 

Segmentação do Google Ads #5 – Contexto

Esse tipo de segmentação do Google Ads é pouco conhecido e, consequentemente, pouco utilizado.

Eu tenho que te confessar que é com muita tristeza que eu lhe entrego essa informação. Isso porque a segmentação por contexto do Google Ads é imensamente poderosa, ela oferece aos anunciantes um plus no quesito atração de tráfego de qualidade e conversões.

A segmentação por contexto é feita através da rede de display do Google. Quando você opta por essa configuração, os seus anúncios começarão a ser veiculados dentro de sites que tratem de assuntos relacionados ao seu negócio.

Podemos dizer que isso é uma espécie de integração de dois serviços, o Ads (Plataforma para anunciantes) e o Adsense (Plataforma para blogs e sites que possuem espaço publicitário).

Por exemplo:

  • Vamos supor que você anuncia acessórios automotivos.
  • Ao escolher pela segmentação por contexto, seus anúncios aparecerão em sites e blogs que falem sobre carros, modificações de carros, carros tunados, entre outras coisas relacionadas.

É muito importante deixar claro que você deve acompanhar em quais locais o seu anúncio está sendo veiculado, isso porque, nem sempre esses sites e blogs tem um nível de relevância adequado.

Já pensou no que pode acontecer?

Isso mesmo, a sua reputação ou a qualidade do seu tráfego cair. Para evitar que esse problema ocorra com você, sempre que detectar um site de má qualidade ou que não trata dos assuntos relacionados ao seu anúncio, coloque-o na lista de negativação. Isso fará com que o seu anúncio não seja mais exibido no site em questão.

Pronto! Agora você já conhece os principais tipos de segmentação do Google Ads. Espero que esse conteúdo tenha sido de grande relevância para você e que eu tenha conseguido suprir as suas necessidades e expectativas quanto ao assunto.

Ficou com alguma dúvida com relação ao conteúdo? Então entre em contato comigo através dos comentários abaixo ou pelas redes sociais.

Desejo-lhe sucesso sempre, a gente se vê por aí!

Forte Abraço.

Compartilhar.

Uma semana de aulas ao vivo para você aprender a vender mais com anúncios no Google, Facebook, YouTube e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Cadastre-se abaixo para participar: