Um novo ano está se aproximando e tenho certeza que se você fez o seu planejamento para 2016, um dos seus objetivos relatados nele é vender mais, estou certo?

Grande parte dos empreendedores sérios e que almejam o sucesso, assim como eu, tem como uma de suas metas, para o ano que vem chegando, vender mais. Acho extremamente válido almejar essa meta, mas…

  • Você já parou para pensar sobre atitudes que não devem ser repetidas no próximo ano?

Se sua resposta for não, tudo bem, pois eu também não havia pensado sobre isso e tenho absoluta certeza de que muitos profissionais também não realizaram essa reflexão.

Isso ocorre, pois estamos almejando melhorar, alcançar novos patamares, níveis e horizontes e não paramos para analisar quais atitudes e ações que executamos, mas que não trouxeram o retorno esperado e mais, tem certas coisas que nos trazem retornos negativos.

 

O que não fazer quando o seu objetivo é vender.

 

  • Você sabe quais são elas?

Pensando sob esse panorama, comecei a conversar com amigos e profissionais da área, eu descobri que saber o que não fazer para alcançar um determinado objetivo, não é algo comum. Quando constatei isso, parei para fazer a minha própria retrospectiva, analisei comportamentos vencedores e os que me fizeram perdem alguns avanços, fui listando-os um a um.

Depois de ter feito toda essa reflexão, reli cada ponto que não me trouxe bons resultados e consegui ter uma resolução satisfatória. Pensei comigo mesmo:

  • Porque não colocar em meus objetivos, o que eu não devo fazer?

Eu sabia, naquele momento, que isso poderia me ajudar a avançar mais rapidamente rumo ao alcance das metas, até porque eu teria em mãos uma espécie de mapa que me mostraria os caminhos por onde eu não deveria voltar a trilhar.

Fiquei muito satisfeito com o resultado que consegui obter ao final, tinha algo valioso em mãos e que se usado em conjunto com meu planejamento para 2016, poderia resultar em um caminho brilhante, cheio de pedras preciosas e obtenção de metas honrosas.

Fiquei um tempo refletindo e logo tive uma ideia excelente, como sempre, tinha tudo a ver com ajudar você. Sabe o que eu pensei?

  • Se eu tenho tudo isso em mãos e sei que pode ajudar muita gente, porque não compartilhá-lo?

O segundo pensamento, foi justamente em cima de qual objetivo eu poderia falar, deveria ser um objetivo que estivesse na lista de desejos de grande parte dos profissionais. Bingo! Como eu lhe falei no início, qual a meta que todo bom empreendedor persegue? Vender mais.

Então, estava formada a minha contribuição para você nesse final e começo de ano. Quero lhe mostrar tudo que sei sobre o que não fazer quando o seu objetivo é vender. Ficou interessado, não é mesmo? Hora de colocarmos a mão na massa e partir para ação. A seguir, vou lhe mostrar o resultado final desse conteúdo que elaborei a partir dos meus estudos, com ele vou te apresentar uma lista com atitudes prejudiciais às vendas.

 

7 Ações Prejudiciais Quando o Seu Objetivo É Vender

A profissão de vendedor é bastante antiga, mas suas práticas vêm se modificando conforme o tempo passa. Essas mudanças ocorrem por que as formas de consumo também mudam, portanto para vender é necessário se adaptar.

Como você já sabe, nem tudo são flores e, portanto essas adaptações nem sempre são perfeitas ao tipo de consumo e consumidor e é nesse momento que ocorrem as ações prejudiciais quando o objetivo é vender. A seguir, vou listar algumas dessas ações, são elas:

  1. Falar sobre o Preço da Concorrência: Esse é um erro muito comum de acontecer no setor de vendas e, portanto é uma ação extremamente prejudicial, podendo ser fatal, uma vez que você tem quase que 100% das vezes, apenas uma chance de fechar a venda. Falar do preço da concorrência com seu cliente em potencial, faz com que ele tenha dúvidas sobre o preço que você pratica, resultando em dúvida na hora essencial que é a decisão de compra. Se você falar, por exemplo: “O meu preço é um pouco acima do mercado mesmo, posso ver o que faço para te ajudar”. Imediatamente o cliente em potencial pensará mais de uma vez antes de fechar o negócio com você. Elimine essa prática da sua rotina de vendas, você verá que suas conversões melhorarão exponencialmente.

 

O que não fazer quando o seu objetivo é vender

 

  1. Mostrar-se muito aberto a negociar preço: Esse é um erro embutido com diversos outros problemas. Alguma vez, antes do cliente dizer alguma coisa sobre o valor apresentado, você falou: “Olha, se você não conseguir pagar esse valor, eu te faço um bom desconto, assim você consegue fechar comigo?” ou “Te assustei com o preço?”. Isso pode acabar com suas chances de venda, portanto retire esse tipo de ação da sua vida profissional nas vendas, agora. Quando você se coloca dessa forma frente ao cliente, nesse momento ele sente que você não está muito seguro, que o seu preço está aberto à negociação e ele vai lutar até conseguir o menor preço possível, fazendo você perder seus ganhos, afetando sua credibilidade e poder de negociação.

 

  1. Não Acreditar no Que você está vendendo: Eu acredito muito na frase que diz: “Venda, apenas, o que você também compraria”. Isso porque, quando você vende algo que você não acredita, o cliente percebe a sua insegurança, percebe que o produto ou serviço, não é o que você está tentando vender e aí acontece o que você não gostaria, ou seja, o cliente não vai comprar, ele desconfiará de você e colocará em dúvida a sua verdade, a sua credibilidade. Por isso, minha dica aqui é que você deixe essa ação de lado, a partir do próximo ciclo de vendas, escolha produtos e serviços que você confia e compraria.

 

  1. Trabalhar com produtos e serviços sem qualidade: Você até pode fazer uma ótima campanha de vendas, ter uma boa comunicação, firmeza e desenvoltura, porém se você vende um produto de má qualidade, essa pode ser a sua ruína. Quando você vende um produto, o consumidor realiza a ação de compra, confiando nas informações que você entregou a ele, gerando uma expectativa. Quando chega o momento dele consumir efetivamente, e não é nada do que ele esperava ser, de acordo com o que foi entregue até a efetivação da venda, automaticamente ele perderá a confiança no que você disse a ele ou em seu negócio, além disso, ele irá destruir pouco a pouco a sua reputação, pedirá devolução do dinheiro, afetando diversas áreas da sua empresa. Atenção a esse tipo de ação.

 

  1. Não Utilizar a Simplicidade: Se você está vendendo um produto ou serviço, você deve preocupar-se com a entrega das informações necessárias, na ajuda que você precisa oferecer ao cliente, nas perguntas que o cliente pode lhe fazer, dentre outras coisas em prol do bom atendimento, mas você deve saber que nessa área, os exageros não são bem vindos. Você deve prezar pela simplicidade, atender o cliente com humildade, presteza e sem arrogância, sem enfeitar muito, dando falsas ideias sobre o que você o oferece. Quanto mais natural e simples, melhor, caso contrário, o consumidor virará às costas e nunca mais voltará a consumir de você, pois se sentirá inferiorizado, desconfortável com o ambiente, dentre outras coisas que impactam negativamente as vendas.

 

  1. Tentar utilizar mentiras na hora da venda: Você já deve saber que utilizar mentiras, independente de qual ramo de atuação, é altamente prejudicial. Não é mesmo? Não pense que em vendas é diferente, o consumidor sabe quando você está tentando enganá-lo e não é porque é uma “pequena mentira”, que não gerará impressões negativas. Saiba que se você gerar falsas expectativas, você poderá ser processado e ainda ter sua vida profissional arruinada de uma vez por todas, portanto se você alguma vez utilizou mentirinhas na campanha de vendas, para induzir o consumidor a executar alguma ação, deixe isso de lado, não retorne a traçar esse tipo de caminho.

 

  1. Ficar Na Técnica e Não Partir Para a Prática: Essa é a última prática prejudicial listada e não é à toa. Ela está aqui, pois eu quero que ela fique bem viva na sua memória. Muitos profissionais fazem isso sem saber o quanto estão prejudicando a si mesmo e aos negócios. Não estou lhe criticando, longe disso, até porque eu já fui assim. Na verdade, eu quero lhe dar um alerta, deixe esse costume de lado, planejar demais e absorver uma tonelada de conteúdo não adiantará de nada se você não colocar em prática. Para melhorar dia após dia, você precisa adquirir experiência prática, isso fará você elevar seus níveis de forma plena e constante.

 

O que não fazer quando o seu objetivo é vender,

 

Estamos chegando ao fim de mais um conteúdo. Se você faz algumas dessas ações ou adota alguma dessas práticas no setor profissional, anote-as em algum lugar acessível para que você consulte com a finalidade de não praticá-las no próximo ano. Você verá que os seus resultados chegarão com mais facilidade e suas metas serão todas alcançadas no final do próximo ano.

Estamos combinados? Se houver dúvidas, entre em contato comigo, retornarei pessoalmente, assim que possível.

Desejo-lhe ótimas vendas. Forte Abraço!

Compartilhar.