Certamente você que conhece, ao menos, um pouco do mercado digital já ouviu falar muito sobre Inbound marketing e marketing de conteúdo.

Duas grandes tendências, inclusive, para os próximos anos, essas duas “estratégias” ajudam muitos negócios à elevarem seu nível, conquistando excelentes resultados dia após dia.

Por outro lado, há muitos profissionais que se confundem quando o assunto é inbound marketing e marketing de conteúdo, isso porque há quem ache que isso não passa de duas formas diferentes de nomear uma mesma “prática”.

Será?

Podemos dizer que esses dois termos causam a mesma confusão que as definições de marketing e publicidade, a semelhança vai além do que você imagina, pode acreditar.

Bem, as discussões e debates à cerca do tema poderia durar horas, mas, nós, do Mestre do Ads, precisamos te contar a verdade de uma vez por todas.

Lembre-se sempre: Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo são diferentes!

O Inbound trata-se de uma estratégia abrangente, como se fosse um “modo de agir e se posicionar” dentro de ações diferentes do marketing digital, inclusive utilizando o marketing de conteúdo para alcançar o seu principal objetivo, atrair e conectar o público alvo de maneira mais “humanizada”.

O marketing de conteúdo é como se fosse a publicidade do marketing, compreende? Uma ferramenta do Inbound. É uma estratégia mais estrita, visando estabelecer um canal de comunicação mais próximo entre marca e público.

Calma! Se você ainda está meio perdido, não se preocupe, pois nós estamos aqui para te ajudar.

À seguir, você vai ver essas definições com maior profundidade. Vem com o Mestre do Ads e entenda tudo.

 

Inbound-Marketing

 

#O que é Inbound Marketing e como funciona?

O Inbound marketing pode ser nomeado também como marketing de atração e só nessa definição, já dá para ter uma ideia do que a estratégia busca como objetivo.

Basicamente, o inbound é uma nova maneira de trabalhar o velho e conhecido marketing “tradicional”, que visava vender, vender e vender ainda mais.

Não que o Inbound Marketing não tenha o objetivo de gerar conversão, mas as suas premissas se debruçam sobre a qualidade da experiência do usuário.

Podemos dizer que essa “tática” é feita de 4 fases principais, são elas:

  • Atração: Captando potenciais clientes e consumidores por meio de conteúdos relevantes, que engajem, doutrinem, estabeleçam uma conexão e gerem um relacionamento próximo para que a marca entenda suas dores reais, proporcionando opções de produtos/serviços que o façam avançar no funil de vendas/conversão.
  • Conversão: A conversão não precisa ser necessariamente a venda de algo, mas também a inscrição em uma lista de e-mails, por exemplo, tudo dependerá do objetivo da estratégia, que quase sempre é baseada em conteúdo relevante.
  • Pós-Venda: Diferente do marketing “tradicional”, o Inbound não termina na conversão, ele chega ao pós venda no intuito de manter o relacionamento com o seu cliente, tornando-o um integrante de sua audiência e possivelmente um consumidor recorrente.
  • Fidelização: Entre o pós venda e a fidelização são aplicadas técnicas para que o cliente passe para o próximo nível e transforme-se em um fã da marca. Característica essa que fará com que seu negócio chegue mais longe através do marketing que os fãs farão ao promover as experiências positivas que obteve com a sua marca.

É como um ciclo, onde essa promoção voluntária acaba atraindo novos potenciais consumidores.

Para aplicar o inbound em seu negócio é preciso focar em entender o seu público alvo, traçando a persona da sua marca, gerenciar suas mídias sociais, analisar frequentemente suas métricas e, principalmente, oferecer conteúdo de alto valor e relevância nas multiplataformas, como blog, site, Facebook, Instagram, etc.

 

Inbound-Marketing-e-Marketing-de-Conteúdo

 

#O que é Marketing de Conteúdo e como funciona?

Depois de entender o Inbound Marketing, você já deve ter noção do que se trata o marketing de conteúdo, não é mesmo?

Só que mesmo assim, é importante nós deixarmos claro de maneira mais aprofundada essa estratégia.

Bem, como não é novidade, o marketing de conteúdo segue as mesmas premissas do inbound, só que o objetivo principal dessa estratégia é aproximar o público alvo da marca, por meio de uma canal de comunicação aberto, estimulado por entrega de valor através de conteúdos relevantes.

O Marketing de Conteúdo é fundamentado em ajudar ao público à tomar uma decisão quanto ao consumo de algo, mas de maneira natural, não forçando vendas.

Por isso sempre falamos, os conteúdos oferecidos precisam ter qualidade, relevância, valor e, para tal, eles devem tratar de assuntos que sejam interessantes, úteis, informativos e tragam soluções para as dores de seu público alvo.

Você pode estar se perguntando:

  • “O Marketing de Conteúdo consegue atrair clientes como?”.

Para ter a resposta dessa questão, basta que você saiba que toda jornada de consumo começa com a busca de informações.

Quando um cliente em potencial está interessado em adquirir algo que o seu negócio vende, é muito mais simples ele tomar a decisão de compra, se você o ajudar, entregar a informação que ele precisa, tornar-se referência do setor para ele.

Concorda?

O conteúdo relevante tem essa capacidade, como vimos acima. E tem mais, o marketing de conteúdo faz com que você seja encontrado mais fácil na internet, uma vez que, você posicionará seus canais nos buscadores por meio deles.

Ao contrário do que muita gente pensa, o marketing de conteúdo não está restrito aos artigos, afinal, eles podem ser aplicados em qualquer formato, desde que sejam relevantes ao público que se destina.

Um exemplo disso são as famosas iscas digitais, que dão muito certo quando utilizadas nas estratégias de Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo.

 

Inbound-Marketing-e-Marketing-de-Conteúdo-Têm-Diferença

 

Concluindo? Sim, o Inbound é diferente do Marketing de Conteúdo, na verdade, são ações complementares, é como se o marketing de conteúdo fosse uma ferramenta fundamental do Inbound Marketing.

As duas quando utilizadas juntas de maneira adequada pode fazer o seu negócio conquistar resultados positivos inimagináveis.

É isso! Esperamos que esse material tenha sido extremamente útil e esclarecedor para você.

Ficou com alguma dúvida? Então deixe sua pergunta nos comentários ou venha conversar com a gente pelas redes sociais do Mestre do Ads.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê por aí!

Forte Abraço.

Compartilhar.

Uma semana de aulas ao vivo para você aprender a vender mais com anúncios no Google, Facebook, YouTube e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Cadastre-se abaixo para participar: