O Google não se cansa de inovar e melhorar a experiência do usuário, não é verdade?

Recentemente, uma pauta vem sendo muito tratada nas mídias, a questão da disseminação de publicações e notícias falsas na internet.

Isso aconteceu não foi por acaso e também não é de hoje. Na verdade, ela foi intensificada nas mídias online, nos últimos 6 meses, depois da campanha e da eleição polêmica de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

Muitos apontam que o empresário só ganhou à disputa, graças à publicações falsas que foram disseminadas na internet sobre a sua rival, Hilary Clinton.

Apesar de toda o crescimento dessa polêmica ser motivada pela vitória de Trump, é muito nítido como as notícias falsas estão sendo utilizadas para conseguir vantagens de todos os tipos, seja política ou até mesmo econômica.

Há quem diga que a internet abriu o canal de comunicação, dando espaço para que todos pudessem ter vozes e, sobretudo, ganhassem a oportunidade de serem ouvidos.

Este é um fato, mas também tem quem acrescente que para utilizar a internet e emitir vozes que podem ser escutadas e replicadas por muitos, é preciso ter responsabilidade e saber utilizar essa oportunidade de forma adequada.

Em um mundo de muitos “influencers” e bilhões de seguidores, nós, do Mestre do Ads, também acreditamos que o assunto é importante e que conteúdo na internet é coisa séria.

O Google, como sempre, dentro da sua posição de líder online, impactando a vida das pessoas dia após dia, entregando conteúdos, também se mostrou preocupado com a repercussão dessa pauta.

Que, inclusive, evidencia o surgimento de um problema que pode impactar a qualidade da experiência do usuário, especialmente, aqui no Brasil.

Você pode estar se perguntando nesse momento:

  • Porque especialmente no Brasil? Em outros países isso não acontece?”

Os olhos estão voltados ao Brasil especialmente, não porque ele é o único país onde as notícias e informações falsas são replicadas na internet, mas sim porque até aqui, não havia um recurso ou ferramenta que “barrasse” esse tipo de ação nesse território.

A internet dos Estados Unidos é bastante conhecida por disseminar boatos e polêmicas que nem sempre, ou quase nunca, são verdadeiras, especialmente, quando trata-se da vida de famosos e personalidades importantes.

Certamente você já deve ter visto um caso desses por aí, não é mesmo?

O grande ponto é que lá, nesse mercado, o Google já atua no combate à esse tipo de ação.

A novidade é que recentemente, a empresa anunciou a apresentação de uma ferramenta que identifica publicações falsas aqui no Brasil.

Na verdade, não é uma nova ferramenta, pois ela já é usada em outros países e, agora, deve ser implementada para os usuários brasileiros.

Se você ficou interessado no assunto, continue com a gente, pois, nós, do Mestre do Ads, criamos esse conteúdo para te contar tudo, de forma simples e prática, o que vem por aí.

Confira à seguir!

 

como-identificar-falsa-facebook

 

Fact Check do Google Chega ao Brasil Para Identificar Publicações Falsas

Recentemente, o Google anunciou que irá trazer o Fact Check para o Brasil, uma ferramenta que identifica publicações e notícias falsas na internet.

Como dissemos acima, ela já é bastante utilizada em outros países, mas ainda não estava disponível para os usuários brasileiros.

Desde 2015, a empresa vem testando e implementando o Fact Check no exterior, e o retorno até o momento vem sendo positivo.

Com funcionamento simples e descomplicado, a ferramenta basicamente adicionará uma etiqueta de verificação em publicações que “aparecem” no buscador Google e na sessão notícias.

O que segundo a empresa, tornará a entrega de conteúdo mais relevante e a experiência do usuário ainda melhor.

Para você entender de maneira mais clara como irá funcionar a ferramenta, nós resolvemos criar um tópico exclusivo para tal, à seguir.

Veja!

 

Publicações-Falsas

 

Como Irá Funcionar o Fact Check?

A ferramenta do Google que promete identificar publicações e notícias falsas tem um funcionamento bastante simples.

Basicamente, ele passará a “etiquetar” os conteúdos que serão publicados e exibidos nos resultados de busca.

Se você perceber, o Google já utiliza algumas etiquetas, que são mais conhecidas como tags. Preste atenção, pois você verá conteúdos marcados como “comunicados de imprensa”, “conteúdos com sátira”, “Publicações Opinativas”, “Notícias”, entre outras.

As etiquetas atestará a veracidade da notícia/informações, mostrando ao usuário que o conteúdo detentor da etiqueta passou por um processo de verificação dos “fatos” apresentados.

Para que tudo isso aconteça de forma segura e, realmente, relevante, a Google irá montar uma equipe especializada em checar informações com o objetivo de verificar a veracidade de cada uma delas.

Esse foi exatamente o procedimento adotado nos países em que o Fact Check já está sendo utilizado.

Aqui no Brasil, os responsáveis, pelo menos, pela demanda inicial do recurso, serão as Agência Lupa, Agência Pública e Aos Fatos.

O movimento do Google em combate à disseminação de notícias e publicações falsas é extremamente importante, mas também muito significativa por ser a primeira ferramenta com essa finalidade no Brasil, implementada por um negócio de tecnologia.

Apesar de outras empresas líderes do mercado de tecnologia, como o Facebook, já terem seus recursos com essa finalidade, nenhum deles surgiram ainda no mercado brasileiro.

 

Google-Apresenta-Ferramenta-Que-Identifica-Publicações-Falsas

 

É isso, por hoje é só! Esperamos ter lhe ajudado e que, sobretudo, esse conteúdo tenha sido grandiosamente útil e relevante para você.

Ficou com alguma dúvida? Então não guarde-a somente para você, afinal, estamos aqui para te ajudar.

Mande sua pergunta através do box de comentários abaixo ou venha bater um papo com a gente pelas redes sociais do Mestre do Ads.

Sabe de alguém que gostaria de receber essas informações? Então compartilhe o conteúdo e nos ajude a ajudar mais pessoas!

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Compartilhar.

Uma semana de aulas ao vivo para você aprender a vender mais com anúncios no Google, Facebook, YouTube e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Cadastre-se abaixo para participar: