Para quem tem uma loja e trabalha diretamente com a venda de produtos pode parecer mais fácil conseguir realizar vendas através do Google, afinal é só vender. Já para aquelas pessoas que oferecem algum tipo de serviço parece algo mais complicado e inalcançável, já que você está vendendo sua mão de obra e não um produto palpável. Não é simplesmente vender um ar-condicionado, mas sim, o seu serviço de instalação desse produto.

Mas não se engane que quem não tem um produto em mãos para oferecer que o Google não funciona. Muito pelo contrário, o Google pode se tornar o principal colaborador do sucesso do seu negócio. Desde um psicólogo a um servente de obra pode conseguir muitos clientes, sabendo usar o Google da maneira certa seguindo os passos que você irá aprender aqui.

É possível usar o Google para anunciar o seu negócio mesmo que ele seja um serviço local ou online.

Pode parecer mentira, mas pode ter certeza que o único problema de você vender serviços no Google é que você não vai conseguir atender toda a demanda.

Caso você queira acompanhar em vídeo o conteúdo desta postagem, assista abaixo o meu Podcast Extremo, senão, boa leitura!

1º Passo – Landing Page de qualidade

MacBook Pro perto de planta em vaso verde na mesa (Kevin Bhagat)
MacBook Pro perto de planta em vaso verde na mesa (Kevin Bhagat)

Qual o primeiro passo para conseguir atrair mais clientes através do Google?

O primeiro passo é criar uma Landing Page de qualidade, ou seja, criar uma página que vai falar sobre os seus serviços, explicando detalhadamente o que você faz, pontuando seus diferenciais e com todos os atributos que uma página de qualidade precisa, como uma oferta sedutora, escassez, provas sociais e etc.

O ponto mais importante de uma Landing Page é o contato, fazer a pessoa entrar em contato com você para aderir ao serviço. Depois disso, o atendimento depende de você. Por isso é claro que não adianta ter uma oferta arrasadora ao qual você não vai conseguir atender. Prometa ao cliente somente aquilo que consegue entregar, dentro dos prazos estipulados.

Muitas pessoas perguntam se é obrigado ter uma Landing Page, se não poderia anunciar diretamente do Facebook ou Instagram. Ninguém é obrigado a nada, porém, não é recomendável anunciar diretamente para uma Fanpage do Facebook ou perfil do Instagram, porque acaba não passando tanta seriedade ao seu negócio. Além de que acabam não gerando tantas conversões, métricas e até possibilidade de fazer remarketing. Isso acaba deixando o negócio limitado e atrapalha o futuro do seu negócio.

Crie um site bem feito, porque isso vai te diferenciar da concorrência. Afinal, se for pra fazer, faça bem feito para alcançar o resultado de forma mais rápida e eficiente.

2º Passo – Google meu Negócio

pessoa segurando smartphone preto (henry perks)
Pessoa segurando smartphone preto (henry perks)

Para empresas locais é extremamente importante ter o cadastro no Google meu negócio, pois desta forma irá aparecer para quem pesquisa de forma mais detalhada, com informações de endereço, contato e até o mapa da sua localização.

3º Passo – Anunciar no Google

Pessoa usando laptop preto (Firmbee.com)
Pessoa usando laptop preto (Firmbee.com)

Ter um site parado sem anunciar ele no Google é o mesmo que ter uma loja no Shopping e deixar as portas fechadas. Não adianta construir um site e não anunciar, porque as visitas não vão chegar ao seu site do nada, pode acontecer esporadicamente, mas isso seria sorte, e não vai acontecer com frequência. O que você precisa fazer não depende de sorte, é necessário acompanhar as estratégias, colocar o seu site nas primeiras posições do Google para conseguir vender os seus serviços.

O Google dispõe de vários canais de anúncio, temos rede de pesquisa, rede de display, Youtube, aplicativos e etc. Mas no primeiro momento deve ser focado na rede de pesquisa.

Quando falamos de vender serviços, existem dois tipos de categorias: existe aquele serviço que é uma necessidade e aquele que a pessoa pesquisa mais pelo desejo, que precisa de um convencimento para comprar, pois a pessoa pode nem saber que existe.

É necessário então identificar se o seu serviço é de necessidade ou um serviço de desejo. A maioria das pessoas oferecem serviços de necessidade e para conseguir se sair melhor que a concorrência, precisa estar nas primeiras posições do Google.

Para isso é necessário anunciar no Google, criando uma conta no modo especialista, que permite que você tenha controle total sobre suas campanhas.

A grande vantagem de anunciar no Google é que você só paga se tiver clique. Isso ajuda a controlar o orçamento da sua campanha.

4º Passo: criação de campanha otimizada

Pessoa usando LapTop (Glenn Carstens-Peters)
Pessoa usando LapTop (Glenn Carstens-Peters)

Anunciar no Google não é simplesmente criar uma campanha e deu, parou por ai. É necessário criar a melhor campanha para ter os melhores resultados. E isso se alcança com o tempo, através da otimização dessa campanha criada.

Não se engane, sempre tem algo para melhorar. A otimização deve durar a vida toda em que a campanha estiver ativa.

É extremamente importante selecionar boas palavras-chave, aquelas que descrevem o seu serviço e que quando a pessoa for pesquisar seu anúncio ele precisa aparecer.

É necessário escolher as melhores palavras para você aparecer no Google e também as piores palavras para você não aparecer de jeito algum. Por isso selecione o máximo de palavras negativas para que o meu anúncio não apareça em pesquisas que não vão gerar uma venda. Selecionar boas palavras-chave e também as negativas é criar uma campanha otimizada desde o início.

Existem três tipos de palavras-chave:

Correspondência exata: […] as palavras são colocadas dentro dos colchetes e a pessoa tem que pesquisar exatamente a palavra que você selecionou para que o seu anúncio apareça; O lado bom da exata é que o seu anúncio vai aparecer exatamente para quem está procurando por aquilo, mas é ruim porque acaba perdendo muito tráfego.

Correspondência de frase: “…” nessa modalidade a palavra-chave fica entre aspas. Para quem quer começar de forma mais especifica e com pouca verba, a correspondência de frase pode ser o melhor caminho. Quando a pessoa pesquisar no Google palavras que estejam dentro da frase, podendo ter alterações antes ou depois das palavras-chave o seu anúncio irá aparecer.

Ampla: só é colocada a palavra-chave, sem nenhum caractere a mais. No amplo é necessário ter certo cuidado porque engloba sinônimos, variações, palavras relacionadas e etc. O ponto positivo é que você acaba tendo muito tráfego, muita gente acaba pesquisando e conhecendo o seu negócio. O ponto negativo é que seu anúncio vai aparecer para muitas pessoas que não tem interesse de comprar de você. Mas é possível resolver esse problema selecionando muitas palavras negativas.

Em um negócio local você pode dominar o topo, investindo pouco, desde que saiba segmentar da forma correta.

Então se você tem um negócio local, você precisa anunciar especificamente para a sua cidade. Quando for criar uma campanha faça com calma, verificando passo por passo. Se você vende hambúrguer em Criciúma, não faz sentido anunciar para São Paulo.

Essas segmentações precisam ter uma atenção maior para não perder dinheiro porque anunciar para quem não vai comprar é jogar dinheiro fora.

Nunca se preocupe com o valor do custo por clique, mas se preocupe com o retorno do seu investimento. Se você investe R$ 10 reais e tem um retorno de R$ 100, é muito melhor que investir R$ 1,00 e não ter retorno algum.

5º Passo: Extensões de anúncio

Outro ponto importante é usar as extensões de anúncios, que é o que deixa o seu anúncio completo. Não basta criar uma campanha e jogar no Google de qualquer jeito, é necessário ter uma campanha de pesquisa bem feita e com outras recomendações do Google para que o seu anúncio fique em destaque.

As extensões servem para deixar o anúncio mais completo e chamativo. Existem vários tipos de extensões, como frase de destaque, de chamada, locais, imagens e etc. Muitas pessoas não dão muita ênfase, mas pesquisas já mostraram que essas extensões podem aumentar em até 15% os destaques no Google.

E talvez você esteja se perguntando: qual extensão eu devo usar? A resposta é nada mais, nada menos do que: Todas. Se optar por usar todas as opções de extensões, elas não vão aparecer todas juntas, deixando o anúncio carregado e confuso. Elas vão aparecer aos poucos de forma aleatória e o próprio Google vai analisando qual deu mais resultado. Com isso, você pode ir excluindo as que não foram positivas e pode até utilizar as que deram bons resultados nos seus novos anúncios.

6º Passo: Anunciar em outros canais

Aplicativos (Adem AY)
Aplicativos (Adem AY)

Além da rede de pesquisa temos a rede de display, que serve para anunciar em sites parceiros. São aqueles anúncios que aparecem quando entramos em um blog ou site de notícias.

Em negócios locais aparecer em sites de notícias da região pode dar um ótimo resultado. Com certeza vai custar muito mais barato do que se fosse pagar para anunciar em uma coluna de jornal impresso.

Porém, nacionalmente a rede de display perde para o Youtube, porque o vídeo tem uma conexão muito maior. Então para quem quer vender serviços a nível nacional, a rede de display é a última opção de escolha. Nesse caso a rede de display funcionaria em caso de remarketing, ou seja, seu anúncio apareceria somente para quem em algum momento já entrou no seu site ou procurou pelo seu serviço.

Quanto mais específico você for na rede de display, mais dinheiro você acaba economizando.

Outra forma de anunciar e que as pessoas não valorizam tanto quanto deveriam é através do Youtube. O Youtube é a nova TV, a diferença é que agora todo mundo pode anunciar na TV com um preço muito barato.

Se você tem um negócio local, crie de 3 a 4 anúncios diferentes para o Youtube e selecione a sua região e com o tempo vai segmentando conforme vai verificando qual é o seu público-alvo. O Youtube também te dá opções de onde aparecer ou não aparecer. É possível inclusive, excluir canais que não são interessantes.

Além da rede de pesquisa, rede de display para negócios locais e Youtube, também é necessário anunciar no Instagram e Facebook.

É necessário marcar presença em todos os lugares possíveis. Quem não é visto não é lembrado. Se ninguém vê sua marca, você não aparece para os seus clientes, não tem como vender. Ser visto com frequência é fazer branding. Branding é aquilo que pode não ser tão bom, mas é implantado na sua cabeça que aquilo é tão bom que você aceita e te dá à sensação de que aquilo é o melhor que existe.

Quando eu penso em refrigerante, vem uma marca. Quando eu penso em Fast Food também vem uma marca. Quando alguém pensa no seu serviço, tem que vir você. E você constrói isso através da rede de display, Instagram, Facebook e Youtube.

Não importa o tipo de serviço que você ofereça, você precisa se reinventar através do Marketing Digital. Você pode decidir anunciar apenas em um canal, mas saiba que você estará limitando sua capacidade de atingir mais pessoas. O Google tem muitas opções e por isso você precisa estar em todos os lugares.

7º Passo: Saber metrificar

Régua (Christian Kaindl)

Régua (Christian Kaindl)Não anuncie no Google se você não consegue metrificar a sua campanha, porque desta forma você não vai conseguir ver o retorno com seus olhos e vai acabar desanimando e vai querer parar de anunciar.

Quando alguém começa anunciar precisa ter em mente que deve anunciar para sempre. Começar uma campanha e não conseguir acompanhar o resultado é um grande problema. Você vai acabar parando de investir porque não vai ver o retorno.

Para negócios locais é um pouco mais complicado metrificar os resultados. Como a ação desejada é que a pessoa vá até a sua loja, restaurante, consultório e etc., ou que você vá até a residência ou empresa realizar algum serviço, fica difícil saber se o seu anúncio chegou até ela através de uma pesquisa no Google, ou um anúncio em rede social.

Por tanto, hoje existem algumas ferramentas que ajudam em algumas questões.  Como por exemplo, PhoneTrack ou Call Tracking que é uma ferramenta que mostra as ligações que você recebeu a partir do Google. Essa ferramenta custa em média de R$ 100 por mês e pode ser uma boa solução para metrificar ligações.

Quem tem um estabelecimento local não tem como saber através das ferramentas se ela veio pelo seu anúncio, mas você consegue metrificar isso através de uma pesquisa, perguntando para o próprio cliente.

É importante ter essas informações, afinal o que não pode ser medido não pode ser gerenciado.

Conclusão

Conferimos que os 7 passos para vender serviços no Google são:

  1. Landing Page de qualidade;
  2. Google meu negócio;
  3. Anunciar no Google;
  4. Criação da campanha otimizada;
  5. Extensões de anúncio;
  6. Anunciar em outros canais;
  7. Saber metrificar

Seguindo o passo a passo de como vender serviços no Google o único problema que você vai encontrar é que não vai conseguir atender toda a demanda.

Compartilhar.

Uma semana com 5 aulas ao vivo para você dominar os anúncios nas maiores ferramentas de vendas da internet.

Inscreva-se agora para participar: