Uma das características mais bem vistas pelos usuários do Google Ads é a sua forma de cobrança, por outro lado, essa peculiaridade causa muitas dúvidas em quem está iniciando ou pensando em iniciar nessa plataforma.

Realmente, pensando friamente sobre o assunto, conclui que nem sempre é simples entender perfeitamente o funcionamento do Ads logo de início, apesar da plataforma ser bastante didática depois que passa esse primeiro momento de estranheza e processo de conhecimento.

Enfim, como meu objetivo é tentar facilitar os processos para você, tive certeza que deveria falar sobre esse assunto de uma maneira mais clara e simples de ser entendida. Acredito que dessa forma, podemos acabar, pouco a pouco, com as dúvidas e a insegurança de muitos profissionais que perdem chances de elevarem seus negócios, dia após dia, por conta dessa falta de informação.

Não se sinta mal se você é um desses profissionais que está sofrendo com essa dúvida, isso porque você não é o único e a culpa também não é sua. Afinal, eu entendo que esse mercado, ao mesmo tempo em que é maravilhoso por conter milhares de informações de fácil acesso, essa quantidade acaba nos confundindo, fazendo com que tenhamos dúvidas sobre a veracidade das informações.

 

Formas de cobrança do Google Ads,

 

Acertei?

Então, saiba que o que você vai ler, nesse conteúdo, é real e funciona sim na prática. Confie em mim, esse não é mais um daqueles grandes mitos da internet!

Vamos lá?

 

Sistema de Cobrança do Google Ads – Como Funciona?

Antes que eu te explique diretamente quais são os sistemas de cobrança e como eles funcionam, quero lhe contar como o Google Ads baseia esse sistema.

Desse modo, você não terá dificuldades em entender a função das modalidades. Ok?

Bom, a primeira coisa que você precisa saber para entender tudo isso é que o Google Ads se baseia nas suas conversões.

Pode parecer mentira, não é? Mas, pode acreditar, é isso mesmo!

O Google Ads só cobrará de você, quando você atingir conversões com seus anúncios.

As conversões no Ads são uma espécie de objetivo do seu anúncio, ou seja, a ação que você deseja que o usuário execute quando entrar em contato com a sua campanha.

Por exemplo:

  • Vamos imaginar que você tem um e-commerce.
  • Para aumentar suas vendas, você decide anunciar.
  • Nesse caso, a sua conversão será a venda. Correto?
  • A ação do seu usuário, desejada pelo seu negócio é a ação de compra.

Conseguiu captar a ideia? Então, com base nessas ações (objetivo) executadas pelo usuário, você pode definir uma série de configurações de conversão, portanto a sua conversão pode ser:

  • Visualização.
  • Venda
  • Inscrição.
  • Download de um E-book/Infográfico ou qualquer outro material.
  • Entre outras.

Como já deve ter percebido, será você quem vai definir qual será a ação de conversão dos seus anúncios.

Agora que você já entendeu como é o processo do Google Ads, vamos entender as modalidades de cobrança efetivamente.

Está preparado?

 

Google Ads – CPM

Como eu te disse no início, muitas vezes, pode parecer complexo anunciar no Google Ads, mas no decorrer do tempo, conhecendo-o, você conseguirá dominá-lo por completo, sem muito esforço.

Basta que você tenha dedicação e atenção para fazer as configurações adequadas ao seu objetivo.

Uma dessas configurações que o Google Ads lhe oferece é o da modalidade de cobrança por CPM.

O CPM ou Custo por Mil, baseia-se nas impressões do anúncio. Mais especificamente, você só será cobrado quando o seu anúncio atingir mil impressões.

O CPM é utilizado em campanha para a rede de display do Google Ads, tudo muito simples.

Para utilizá-la, você precisará colocar um valor de orçamento para cada mil impressões.

Se você ainda não está familiarizado com a linguagem da plataforma, talvez, você não tenha entendido a expressão “impressão”, mas não se preocupe, eu te explico.

As impressões, não são os cliques e sim as visualizações do seu anúncio, ou seja, toda vez que o seu anúncio for exibido para o usuário, mesmo que ele não realize o clique, contará como uma impressão.

Com base nisso, você pagará por cada mil visualizações ou exibições.

Você pode querer me perguntar:

  • “Tiago, como eu posso conseguir destaque nessa modalidade?”.

Olha, depende muito das variáveis internas e externas, como o seu concorrente e a qualidade do seu anúncio, mas posso dizer que um investimento mais alto pode lhe dar maiores chances.

Por outro lado, a minha dica é que você realize testes, antes de qualquer ação drástica, isso quer dizer, não invista altos valores, antes de ter certeza que ele te trará bons resultados.

Vamos conhecer outra modalidade de cobrança do Google Ads?

 

Formas de cobrança do Google Ads

 

Google Ads – CPC

O CPC ou custo por clique é uma das modalidades de cobrança mais famosas e consequentemente uma das mais utilizadas nas campanhas do Google Ads.

Basicamente, como o próprio nome já entrega, o CPC trabalha com o clique. Isso quer dizer que você será cobrado pelo Google Ads, cada vez que o seu anúncio receber o clique do usuário.

O valor desse tipo de cobrança pode variar bastante, pois ele trabalhará de acordo com a palavra-chave escolhida para o anúncio. Você pode utilizar o CPC em suas campanhas da rede de display e também na rede de pesquisa.

 

Google Ads – CPA

Esse tipo de modalidade de cobrança é um pouco mais avançado, isso porque, ela só pode ser utilizada por anunciantes mais experientes.

Não desanime, não é impossível poder desfrutar dessa opção. Basta que você tenha convertido nos últimos 30 dias, pelo menos 15 vezes.

O CPA, também é conhecido por custo por aquisição ou, ainda, custo por ação. Pode ser utilizado para campanhas da rede de display e da rede de pesquisa do Google Ads.

Essa modalidade se referencia ao cálculo utilizado no CPC (Custo por clique). Por outro lado, você só será cobrado quando converter.

O Custo por Aquisição costuma ser um pouco mais caro do que os demais, porém ele é bastante efetivo, pois pode ser configurado para uma ação de venda. O que traria lucros reais e monetários através de suas campanhas.

 

Google Ads – CPV

O CPV ou custo por visualização é mais uma forma de cobrança que o Google Ads utiliza.

Você pode estar achando um pouco estranho, pois já viu algo parecido e não faz tanto tempo, não é?

Você está certo, há pouco, você viu algo muito semelhante, aparentemente, o CPM, mas calma, eu já vou lhe explicar tudo direitinho.

O CPV é diferenciado do CPM, pois ele só se pode ser utilizado em campanhas de vídeos. Além disso, o CPM trabalha com a cobrança por a cada mil visualizações, já no CPV esse custo é feito por cada visualização.

 

Formas de cobrança do Google Ads.

 

Nesse caso, você terá que estabelecer o valor que deseja pagar quando o seu usuário assistir ao vídeo até o fim.

Interessante, não é mesmo? Mas antes que você se empolgue, preciso te alertar! Não utilize essa modalidade de cobrança se você não tiver experiência na plataforma ou não tiver seu público alvo muito bem definido.

Estou dizendo isso, pois o CPV é destinado para anunciantes que dominam a ferramenta a ponto de saber fazer as configurações de segmentação capazes de atingir o público alvo correto.

Caso contrário, você poderá ter altos custos, com usuários que não vão consumir posteriormente, pelo simples fato, de não pertencerem ao seu público alvo.

Conseguiu entender perfeitamente as formas de cobrança do Google Ads? Espero que sim!

A pergunta que deve estar presente em sua cabeça agora é:

  • “Tiago, essas modalidades tem o poder de determinar meu posicionamento?”.

A resposta ideal é: Não, mas pode ajudar! Isso porque o que determina se o seu anúncio estará bem ranqueado é a qualidade dele. O Google avaliará desde o conteúdo até o volume de busca da palavra-chave escolhida.

Lembre-se:

  • O Google Ads é uma plataforma de links patrocinados. Funciona como uma espécie de leilões de palavras-chaves.

Está feito! Agora você já conhece de modo pleno quais são as formas de cobrança do Google Ads.

Espero que esse conteúdo tenha sido relevante, que tenha contribuído para a sua evolução profissional e que ele tenha suprido suas necessidades e expectativas quanto ao assunto.

Ficou com dúvidas? Entre em contato comigo através dos comentários abaixo ou pelas redes sociais. Terei um enorme prazer em lhe retornar o mais rápido possível.

Desejo-lhe sucesso sempre, a gente se vê por aí!

Forte Abraço!

Compartilhar.