Já estamos cansados de ouvir que as compras online no Brasil tiveram um crescimento de mais de 60% e que a tendência é que só aumente ainda mais nesse ano de 2016.

De uma coisa nós temos certeza, a forma de consumir do usuário mudou e em nossa visão para melhor, pois quando mais fácil e prática for à compra, mais chances sua marca terá de vender mais. Atualmente, as coisas funcionam de uma forma muito rápida, sendo assim, ninguém quer mais esperar horas na fila ou então ter que sair de casa para adquirir um produto ou serviço.

Se você conseguir enviar esse material para a casa de seu cliente com a mesma rapidez e facilidade que entregava em uma loja física, tenha a certeza de que a fidelização será feita de forma plena.

 

boas práticas para E-commerce.

 

Com essas informações, você pode me perguntar: “Tiago, como faço para saber se estou praticando boas práticas em meu e-commerce?”

Bom, até mesmo na internet, muitas dicas interessantes sobre o assunto são passadas todos os dias, uma vez que, tudo se transforma em uma velocidade surreal, no entanto sabemos que tem algumas aplicações que são universais e não tem data de validade para a aplicação, sendo assim podemos praticar sem qualquer preocupação.

Vamos então, iniciar nosso aprendizado sobre as boas práticas para e-commerce?

Estou bastante empolgado para começar essa jornada!

Vamos lá?

 

1º Boa prática para e-commerce: Site responsivo

Nesses últimos tempos estava lendo uma pesquisa feita pelo próprio Google que informava que as buscas feitas pelos dispositivos móveis já tinham passando as feitas com o desktop, ou seja, é possível concluir que os usuários estão muito mais conectados via smartphone do que fixos em um mesa, concorda?

Quando se fala em adaptação em pequenas telas, precisamos entender que as configurações não irão funcionar da mesma forma, até porque as conexões 3G ou 4G não são tão rápidas como no exterior. Tudo isso faz com que tenhamos que nos preocupar com o tamanho da imagem que será divulgada, a quantidade de informações que colocaremos em nossa tela, a rapidez de abertura de nosso site e mais uma porção de detalhes importantes e fundamentais para as boas práticas para e-commerce.

Dependendo da plataforma da plataforma de loja virtual que for escolhida para ser utilizada, essa adaptação para mobile já é automática, basta que sejam feitas configurações simples.

Atente-se á isso quando for tomar sua decisão.

 

Guia de boas práticas para E-commerce

 

2º Boa prática para e-commerce: Crie conteúdo relevante para o seu produto

Por muitas vezes estamos tão preocupados em vender, vender e vender mais que focamos em nossos carrinhos de compras, métodos de pagamento ou estoque e assim, acabamos nos esquecendo de engajar o nosso público alvo com relação ao que estamos oferecendo.

É muito importante conseguir transmitir o valor do produto ao nosso futuro cliente e não apenas o preço, deu para entender? Ele precisa visualizar que ao fazer a aquisição de um item, sua vida irá mudar totalmente…

Mas como fazer isso? Não é nenhuma tarefa complexa, basta que você se coloque no lugar do outro. Por exemplo, qual é a maior dor que o seu cliente sente? E o que você pode fazer para mudar isso?

Descoberta essa questão, procure gerar conteúdo que sejam informativos acompanhados de fotos atraentes para que ele já sinta como se tivesse com o produto nas mãos. Invista em focos de todos os ângulos para que ele possa ver os detalhes mais remotos.

 

3º Boa prática para e-commerce: Escolhendo os títulos de páginas e tags

Quando se fala nas boas práticas para e-commerce é preciso pontuar que os títulos das páginas, as tags e as meta tags são de suma importância para um bom posicionamento nas buscas orgânicas.

Muitos até dizem que esses itens não tem muita importância na indexação de página, mas eu discordo um pouco, pois acredito que o conjunto da obra é o que faz com que nós tenhamos resultado cada vez mais extraordinários.

Vamos pensar da seguinte forma, quando um usuário procura por um produto ou serviço, as primeiras posições que são entregues na rede de pesquisas são os anúncios do Google Ads, mas logo depois entram os resultados da rede de pesquisa que são pautas pela qualidade do conteúdo, palavras chaves e etc..

Ao escolher títulos chamativos com as tags corretas, você concorda que as suas chances de melhor ranqueamento aumentam muito? Pois então, faça todo um estudo e aplique!

 

4º Boa prática para e-commerce: Foque em seu cliente

Depois de tanto tempo trabalhando com marketing digital é possível notar que muitas marcas estão mais preocupadas em ranquear bem e aparecer nas primeiras posições que deixam de lado a boa experiência de seu usuário, entregando assim conteúdos sem nexo algum, focado apenas em palavras chaves.

Acredita tomar uma atitude dessas mais atrapalha as suas conversões do que ajuda, pois ninguém irá comprar algo que não consegue compreender com clareza quais são as regras.

Lembre-se sempre de que todos os detalhes do seu site precisam priorizar o seu público alvo e não os robôs do Google, ok? A questão é entender como o seu cliente gosta de interagir, como ele curte receber a informação e assim, trabalhar técnicas que exaltem isso, entende?

Para descobrir como funciona melhor em seu modelo de negócio, faça pesquisas de opinião, formulários, campanhas de e-mail marketing e o que mais você julgar necessário para obter as informações que deseja.

 

boas práticas para E-commerce,

 

5º Boa prática para e-commerce: Utilize palavras chaves calda longas

Noto que muitas estratégias de palavras chaves focam em trabalhar termos de busca mais exatos, porém essa pode não ser uma boa estratégia para você que deseja dominar as pesquisas de seu público alvo.

Caso já tenha descoberto que o seu produto tem um poder de destaque mais persuasivo, trabalhe palavras chaves de calda longa, pois elas irão te ajudar a posicionar-se melhor e assim, atrair maiores olhares dos interessados no que você está vendendo.

Sugiro que, para um melhor aproveitamento do material, sempre faça uso de termos de baixa, alta e média busca, pois dessa forma é possível criar uma cadeia de informações que irá fazer a base de sua estratégia.

 

Essas são algumas das boas práticas para e-commerce que julgo essencial para iniciar. Claro que poderíamos colocar mais uma porção, no entanto, eu acredito que o essencial é começar colocando para funcionar o básico que lhe dará alicerces para ir crescendo cada vez mais, entende?

Conforme você for sentindo a resposta de seu público alvo, é possível incorporar outras práticas mais ligadas ao modelo de negócio que tem trabalho, pois dessa forma tudo ficará com a cara e o jeito exato de sua marca.

Para finalizar, se eu pudesse lhe dar um conselho com relação às boas práticas para e-commerce, eu lhe diria  para que sejam trabalhadas tanto técnicas de buscas orgânicas quando de anúncios pagos, pois dessa forma é muito mais fácil  ver uma encaminhamento mais assertivo de seus resultados.

Ficou alguma dúvida sobre esse assunto que gostaria de me perguntar? Sinta-se livre para usar esse espaço, pois ele foi feito justamente para isso, para que exista a troca de informações e assim, possamos juntos crescer e nos tornamos profissionais melhores.

Vou aguardar sua mensagem, ok?

Boas vendas e muito sucesso!

Compartilhar.