Seguindo o nosso comprometimento de passar informações em primeira mão para nossos leitores, hoje trazemos uma novidade que irá impactar diretamente a utilização de anúncios no Google Shopping.

Como sabemos, todos os anos o Google faz atualizações em suas políticas de uso, visando a melhor experiência do usuário. Em 2016 não seria diferente, então hoje, dia 31 de maio, ele acaba de informar em seu blog oficial uma modificação nos parâmetros de utilização do Google Shopping.

Venda mais com anúncios online.

Inscreva-se abaixo para receber conteúdos do campo de batalha sobre como vender mais através de anúncios no Google, YouTube, Facebook e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Google Shopping" />
Google Shopping" />

Para quem ainda não sabe, o Google Shopping é um recurso bastante utilizado pelos usuários, uma vez que, faz o comparativo de produtos na própria busca do Google e conforme o interesse do usuário, ele é redirecionado para a loja que está comercializando o produto.

 

Anúncio no Google Shopping,

 

Todas as informações de preço e detalhes do produto são disponibilizados na própria página, facilitando o acesso de informação ao usuário. No entanto, para ter o seu produto impresso nessa busca, o anunciante precisa fazer o cadastro dentro da plataforma, seguindo todas as exigências previamente feitas.

Voltando para a atualização, ela terá impacto direto no feed de produtos, por isso é importante ficar atendo as informações que serão passadas, para que você consiga criar os seus anúncios no Google Shopping com maior qualidade.

O que muda na atualização dos anúncios no Google Shopping?

Nós estudamos com cuidado todos os pontos apresentados pela empresa e vamos tentar te passar de forma simplificada o que muda nesse novo formato.

Pedimos que dedique um tempo para nos acompanhar em toda a explicação, tudo bem?

 

1 – Preço Unitário de casa produto

O preço unitário do produto será obrigatório para todos os produtos em todas as categorias sem qualquer exceção. Antes, havia uma flexibilidade em alguns segmentos, mas o Google entendeu que tal atitude estava prejudicando o usuário e bateu o martelo: Agora os anúncios no Google Shopping precisam estar com o preço unitário em destaque.

Os atributos de preços precisam estar relacionados com o unit_pricing e não mais da forma que era aplicado antigamente.

É muito importante pontuar que se essa política de uso não for seguida a risca, a plataforma suspenderá a exibição de seus anúncios no feed do Google Shopping.

Para ler mais informações sobre como fazer essa configuração, acesse: https://support.google.com/merchants/answer/188494#unit_prices.

 

2 – Tamanho e Cor de Valores

Esse é um outro ponto que sofrerá mudanças rígidas. No Brasil, ainda não tem data certa para ocorrer, mas na Alemanha, Japão, Reino Unido e França já passarão a vigorar a partir da presente atualização, pois isso é bom entender o que muda!

O Google entende que quando um produto é colocado no Google Shopping com um dado preciso, sem variação e com seus atributos, a compra ocorre de forma muito mais segura. Sendo assim, todos os produtos de vestuário que não tiverem informações destacadas de cor e de tamanho serão reprovados e não aparecerão no feed.

No Brasil, os critérios já são bem rígidos na categoria vestuário. Confira em:

Cores dos produtos e tamanhos > https://support.google.com/merchants/answer/188494#color

 

Anúncio no Google Shopping

 

3 – Ampliação de Categorias

Alguns países terão as categorias de seus produtos ampliadas para que assim, seja possível fazer um melhor enquadramento de produtos. O Brasil, já conta com uma infinidade de opções e pouca coisa deve se alterar, mas vale a pena sempre ficar de olho em pequenas e sutis mudanças que ocorrem na plataforma.

O GTINs (Global Trade Item Numbers) terá a obrigatoriedade de colocação pelo fabricante, bem como o GPC (Google Product Category), será de obrigatoriedade para produtos da categoria de mídias, roupas e software.

Para maiores informações sobre esses atributos, acesse > https://support.google.com/merchants/answer/188494#upi_rules

 

4 – Tamanho das Imagens

Essa nova atualização também afetará a impressão das imagens dos anúncios no Google Shopping de forma bastante positiva. Isso porque, uma das principais reclamações dos anunciantes eram as imagens muito pequenas que deveriam ser colocadas nos produtos, tirando as possibilidades do trabalho com imagens de qualidade.

Não podemos dizer que essa atualização resolve todos os problemas, porém ela melhora de forma significativa a qualidade das imagens.

Para todos os produtos que forem inseridas em categorias de não forem a de vestuário, o padrão muda de 32×32 pixels para 100×100 pixels, o que garante uma melhor visualização. Para vestuário, mantem-se os 250X250.

Estudos da própria empresa comprovaram que imagens maiores dão melhores resultados e aumentam o desempenho, sendo assim ela resolveu ouvir os anunciantes e melhorar os tamanhos sugeridos.

Não obedecer essas novas métricas ocasionará a suspensão do anuncio.

Para saber mais, acesse> https://support.google.com/merchants/answer/188494#image_link

 

5 – Aumento do arquivo do Feed

Como ultimo item da atualização, mais uma mudança que vem para beneficiar os anunciantes. Antes, os arquivos precisavam ser enviados de forma compacta para a plataforma, pois só tínhamos 1G de espaço. Com a mudança, passamos a ter 4G, o que permite maior rapidez e conforto.

Saiba mais em > https://support.google.com/merchants/answer/160627

 

Quando a atualização passa a valer?

Segundo o blog oficial do Google, os anunciantes do Google Shopping ainda tem um tempo para se adaptar as novidades do uso da plataforma. Isso porque, no dia 1º de setembro de 2016 passa a vigorar todas as mudanças citadas acima, menos a gtin.

A alteração no Gtin, só deve entrar em vigor em 2017, mais especificadamente em 14 de fevereiro de 2017, pois é mais complexo o processo e seus ajustes.

 

Anúncio no Google Shopping.

 

O Google avisa com antecedência para que todos se enquadrem dentro de suas diretrizes, pois todos os produtos que não estiverem dentro do solicitados serão reprovados dentro da plataforma, o que pode ocasionar atrasos na veiculação de seus anúncios Google Shopping.

 

Dica final do Google

Antes de encerrar o comunicado, o Google ainda deixa uma dica muito importante para os utilizados dos anúncios do Google Shopping.

Ele recomenda que microdados sejam utilizados em suas páginas de destinos, pois isso garante que as informações fornecidas nos anúncios estejam 100% alinhadas com o que for passado dentro de seu site. E mais, ainda recomenda que o recurso de atualizações automáticas seja utilizado com frequência, pois isso irá garantir a qualidade das informações passadas ao usuário.

 

O que você achou dessa atualização? Acha que irá mudar muito o seu dia a dia de trabalho?

Essas são perguntas que ainda não podemos responder, pois não pudemos avaliar isso em nosso dia a dia, mas pode ter a certeza de que quando esses recursos começarem a ser utilizados aqui no Brasil, iremos fazer os testes e contar como foi nossa experiência.

Queremos que você faça o mesmo, fique de olho, teste e volte aqui para nos contar!

Queremos também, saber sua opinião sobre esse assunto, tudo bem? Use o formulário abaixo para dividir com a gente sua visão sobre esse assunto!

Até a próxima!

Compartilhar.

Uma semana de aulas ao vivo para você aprender a vender mais com anúncios no Google, Facebook, YouTube e Instagram - As maiores ferramentas de vendas da internet.

Cadastre-se abaixo para participar: