O termo briefing é muito comum dentro de qualquer negócio. Isso porque qualquer projeto que demande uma maior atenção, principalmente, nos detalhes, geralmente, precisa de um briefing bem feito, eficiente, para que a execução seja o mais próxima do esperado e planejado possível.

Para quem não sabe, o briefing é um documento simples, detalhado, sobre como deverá ser feito a implementação de um projeto.

Independente de qual seja a sua natureza, o projeto que possui um briefing poderoso facilita e muito a execução dos profissionais envolvidos na tarefa.

Não tem jeito, implementar de forma concisa os planejamentos é algo imensamente importante, inclusive, para o sucesso do negócio em si. Além disso, ele evita a perda de tempo precioso com reformulações, correções que poderia ser empregado em ações importantes.

Um briefing pode ser feito para os diferentes tipos de objetivos. Desde como será feita venda de algo até como o negócio se posicionará em seu mercado de atuação.

De forma mais específica, ele serve para tornar a comunicação entre as partes que compõem um projeto, desde sua concepção até a execução, mais clara, objetiva e facilitada.

Você pode encontrar ao longo da sua jornada a necessidade de criar briefings internos e externos, mas em todos os casos ele servirá para comunicar com eficiência, poder.

Para simplificar, ele é uma espécie de direcionador das suas ideias, objetivos, aos executores da tarefa.

Enfim… Apesar de ser algo muito comum, nós, do Mestre do Ads, sabemos que nem sempre é fácil criar um briefing eficiente e poderoso, capaz de impulsionar e otimizar o seu negócio.

É por esse motivo que criamos esse conteúdo. A gente quer te entregar 7 dicas que te ajudarão na criação.

Vem com a gente!

 

briefing

 

Afinal, o que um briefing eficiente e poderoso precisa conter?

Antes de entregar as dicas efetivamente, nós precisamos lhe contar o que, basicamente, um briefing eficiente e poderoso precisa conter. Ok?

A primeira coisa, essencialmente, é a boa comunicação. Um briefing tem como principal objetivo comunicar, por isso, essa é a principal característica que ele precisa ter. Nós falaremos melhor sobre isso na hora de entregar as dicas.

Para ter sucesso nessa tarefa, é também importante que as informações contidas no briefing sejam objetivas. Um documento longo, não necessariamente, é bem feito. Inclusive, esse é o principal erro que ocorre na hora de fazê-lo.

Então, guarde isso. A base de um briefing eficiente e poderoso é uma boa comunicação, sem ruídos, que contenha informações relevantes e imprescindíveis para a execução da tarefa.

Agora vamos às dicas.

1ª Dica – Estude e reúna informações relevantes do seu negócio

O perfil do seu negócio, como ele se comporta, o que você almeja à frente dele, sem dúvidas, direciona muito às ações diversas que você deverá executar no presente e no futuro próximo.

Seus projetos, aliás, são muito direcionados pelos princípios do seu negócio. Por isso, é importante estudar e reunir informações relevantes dele para expor em um briefing.

Isso mostrará aos executores dos projetos mais claramente o que você espera. Qual é o “objetivo”, o caminho, que tem mais à ver com o seu negócio.

Entre as informações que você pode captar, podem estar, um estudo de mercado, o posicionamento que almeja alcançar, prazo, necessidades do seu negócio, objetivos, propósitos, orçamento…

 

Criar-Um-Briefing-Eficiente-e-Poderoso

 

2ª Dica – Estude o receptor das mensagens do briefing

Para uma comunicação ser assertiva, algo extremamente indispensável na construção de um briefing, você precisa ser um emissor de qualidade para o receptor das mensagens.

Só que para isso, não basta falar bem, expor tudo, é necessário que você saiba com quem vai falar, quem será o seu receptor.

Isso porque cada público alvo, receptor, tem sua maneira de se comunicar, de entender as mensagens, por isso, a linguagem precisa ser adaptada especialmente para o seu “ouvinte”.

Lembra o que falamos anteriormente? Para ter sucesso na criação, é preciso saber se comunicar bem e para tal é necessário conhecer seu receptor, para então saber como expor as necessidades do seu negócio e para quem esse projeto que será executado é destinado.

3ª Dica – Faça um planejamento

De nada adianta comunicar bem, entregar todas as informações, se você não tiver um planejamento bem feito.

Um briefing também precisa ser organizado por ordem de prioridade, pois, geralmente, ele compreende diversas tarefas para que se chega à um objetivo. Certo?

Então, estude tudo à sua volta, a capacidade da sua equipe para implementação, o que é mais importante realizar primeiro, caso as ações não sejam sequenciais por “natureza”.

Se possível, faça esse cronograma junto ao departamento de planejamento da sua empresa.

4ª Dica – Apresente a sua história

Lembra que falamos sobre reunir informações relevantes sobre o seu negócio? A melhor forma de apresentá-los, caso esses dados não sejam estatísticos e estimativos, é contando a história dele.

A história da empresa diz muito sobre seus objetivos e posicionamento na execução de projetos em busca de resultados.

Fale sobre a missão, propósitos, o momento em que o negócio está enquadrado, valores e tudo mais.

 

briefing_reuniao

 

5ª Dica – Estipule prazos

Essa é uma tarefa que caberia dentro do planejamento, mas por ser tão importante, preferimos destinar um tópico só para ela.

Bem, os prazos são bastante importantes dentro de um briefing, pois ele funcionará juntamente com as execuções de prioridades para organizar melhor a implementação do projeto no geral.

Serão como metas, que te indicarão o nível de progressão do objetivo final. Na hora de defini-las, seja realista, mas sempre defina o prazo pensando na possibilidade de um imprevisto.

6ª Dica – Ofereça exemplos e materiais de base

Se você já tem em sua mente um exemplo de um projeto que é bem parecido com o que almeja implementar, então ofereça como base para os executores já no briefing.

Isso facilitará e muito o entendimento, além de economizar tempo na implementação.

Muitas vezes, ter um exemplo de base torna o entendimento muito mais simplificado.

7ª Dica – Exponha pontos não aceitáveis no projeto

Da mesma forma que é importante apontar exemplos do que você gosta e espera, é interessante exemplificar no briefing coisas que não devem ser adotadas.

Mais uma vez, essa simples ação, evita a necessidade de correções que levam tempo e podem estourar prazo e orçamento da execução.

De modo geral, não esqueça de apontar no seu briefing tudo que pode contribuir para que a comunicação seja assertiva. Como ideias, exemplos, sugestões, insights e tudo mais.

Claro, informações demais, sem relevância, devem ficar de fora, pois podem só complicar o entendimento e não agregar valor em nada.

Está feito! Agora é colocar a mão na massa.

Tem dúvidas? Escreva para nós.

Forte Abraço.

 

Compartilhar.